Connect with us

Notícia

Petição para demitir Susan Wojcicki de CEO do YouTube

A petição para que Susan Wojcicki seja demitida do cargo de CEO do YouTube, se encontra no momento com mais de 56.608 assinaturas.

Guilherme Bravo

Published

on

A petição para que Susan Wojcicki seja demitida do cargo de CEO do YouTube, se encontra no momento com mais de 56.608 assinaturas.

Parece que os internautas e criadores de conteúdo não estão nada contentes com as novas mudanças na plataforma YouTube. Basicamente, a indignação explodiu nas redes sociais depois que foi divulgado as atualizações dos termos de serviço. Indignado, Spencer Karter criou uma petição para que Susan Wojcicki seja demitida do cargo de CEO.

Além das novas regras do YouTube, o perfil também descreve desprezo pelo Family Friendly (conteúdo amigável para toda a família). A crítica é feita com base a desvalorização dos YouTubers que não se simpatizam pela adição das regras.

“Desde fevereiro de 2014, Susan Wojcicki tornou-se CEO (CEO) do YouTube, que faz parte do Google. Sob sua liderança, as coisas começaram a decair e causaram a reputação do YouTube e do Google desde a controvérsia de direitos autorais até o controverso YouTube PR Nightmare de 2016, conhecido como “A política de monetização de anúncios”, que foi severamente criticada por vários YouTubers por que as novas regras censuram e silenciaram os YouTubers da ‘liberdade de expressão e suas plataformas, desmonetizando vídeos do YouTube que tratam de assuntos controversos (como tragédias, desastres naturais, política, saúde e etc.) e os YouTubers adoram liberdade de expressão, mas as novas regras de monetização de anúncios ainda são terríveis”.

Descrição por Spencer Karter.


A petição se encontra no momento com mais de 56.608 assinaturas.

Resta apenas ver como o YouTube implementará sua atualização dos Termos de Serviço, mas a formulação vaga da politica certamente deixa a interpretação de que eles podem excluir uma conta se ele não atender aos critérios gerar receita suficiente para a plataforma.

Advertisement
Comments

Artigos Recentes

Facebook

Advertisement

Em Alta