Connect with us

eSports

Organizações de eSports do CS:GO proíbem novas skins

FACE e ESEA anunciaram hoje (24) que iram proibir nos torneios competitivos de CS:GO, as novas skins de serem utilizadas nas partidas.

Guilherme Bravo

Published

on

FACE e ESEA anunciaram hoje (24) que iram proibir nos torneios competitivos de CS:GO, as novas skins de serem utilizadas nas partidas.

Os principais organizações de eSports do game CS:GO, ESEA e FACEIT, anunciaram que os profissionais presentes no campeonato, não poderão usar as skins da atualização Operation Shattered Web durante as partidas.

Para quem não sabe, a nova atualização desse mês de novembro, trouxe um passe de batalha exclusivo do Counter-Strike: Global Offersive, com skins de personagens, armas e missões do pass. Contudo, a comunidade não se sentiu não satisfeita com o design de algumas skins, rotulando elas como “Pay to Win“.

A causa se deve ao fato de uma skin com elementos de camuflagem verde. Para impedir que os jogadores obtenham uma vantagem injusta, ESEA e FACEIT revelaram domingo (24), que proibiram as skins personalizadas de jogos de campeonato.

“De acordo com a associação do CS Player, o ESEA e todos os outros torneios do ESL CS: GO proibirão o uso de skins personalizados do CS: GO”.

Afirmam em sua última postagem.

O cenário competitivo de CS:GO está se envolvendo em várias polêmicas, tanto que os nomes Terroristas e Contra-terrorista podem mudar.

Desde 2010, a troca de nome está em discussão para ser mudado para Offense e Defense. No caso do Brasil, aqui seria alternado para Ataque e Defesa. As empresas de torneios serão pressionadas a mudarem por causa dos patrocinadores.

Fonte: dexerto

Advertisement
Comments

Artigos Recentes

Facebook

Advertisement

Em Alta