Artigo de opinião

O lado sombrio do YouTube brasileiro

Artigo continua após publicidade.

O YouTube parece estar em sua fase mais sólida no Brasil. São muitos canais que fazem sucesso, pessoas que vivem de produzir vídeos e que são reconhecidas por todo lugar. Entretanto, existe um lado sombrio nisso tudo. A mídia e a própria Google tenta sempre mostrar o lado bom do site, mas o que o público não vê são todos os perrengues que milhares de criadores pequenos passam.

Vários youtubers. (Fonte: Kameleon)
Vários youtubers. (Fonte: Kameleon)

Existem diversos produtores de conteúdo com vídeos incríveis, com uma produção gigantesca e qualidade de primeira. Contudo, todos esses youtubers não são reconhecidos nem pelo YouTube e, em decorrência disso, nem pelo público. Ao invés da Google ajudar canais com excelente conteúdo, ela prefere ajudar outros que já estão lá no topo, que por sinal, são mais inferiores que os pequenos. Quantas vezes você viu algum canal pequeno na página inicial do YouTube? Sim, pouquíssimas! Eles não querem saber de nos ajudar e sim de apenas lucrar mais com os gigantes. Atualmente, vários desses criadores de sucesso têm vídeos chulos, até possuem uma boa produção, mas o conteúdo é péssimo. Possuem coisas inúteis que só servem para entreter de forma vazia a audiência.

Artigo continua após publicidade.
Pedro Afonso, dono do canal RezendeEvil. (Foto: Marlos Bakker)
Pedro Afonso, dono do canal RezendeEvil. (Foto: Marlos Bakker)

Eu, que produzo vídeos para o YouTube há 7 anos, fico extremamente irritado e chateado com tantos canais fazendo sucesso com vídeos ridículos, como por exemplo o nosso querido Davy Jones. Como alguém pode fazer 7 vídeos bons em um dia? Exato, é impossível! Nada contra a pessoa, nunca conversei com ele pessoalmente e o Davy tem tudo pra ser um cara legal, mas a partir do momento em que ele faz vários vídeos por dia, esses perdem a qualidade. O canal dele faz sucesso por um grande problema no YouTube, que é o fato de quanto mais vídeos você faz, mais será divulgado. Dessa maneira, muitos youtubers que demoram dias e semanas para fazer um conteúdo bem produzido não crescem, pois no máximo eles lançarão 1 vídeo por semana. Claro que não é só o Sr. Jones. Vou listar aqui alguns canais com conteúdo um tanto quanto imbecil e inútil (Repito, nada contra essas pessoas, estou apenas criticando o conteúdo delas): rezendeevil, VihTube, Isaac do Vine, Bel Para Meninas, Japa TV, Luis Mariz, Parafernalha, Treta News, Nando Moura, Contente, 5inco Minutos, Eu Fico Loko, Authentic Games, Febatista, TazerCraft, Maju Trindade e muitos outros. Também existem youtubers famosos com vídeos sensacionais, como Damianizando, Jovem Nerd, Cadê a Chave, Porta dos Fundos, Canal Inutilismo, Omelete, Canal Canalha, Pipocando, Você Sabia? e outros. Porém, esses últimos são a minoria.

Guilherme Damiani, dono do canal Damianizando. (Fonte: YouTube)
Guilherme Damiani, dono do canal Damianizando. (Fonte: YouTube)

No YouTube gringo, a maior parte dos produtores de sucesso tem vídeos ótimos, com uma produção muito bem feita e conteúdo minimamente bom. Já no YouTube brasileiro, a maior parte dos criadores de sucesso tem vídeos medianos, com uma produção bem feita – muitas vezes nem tanto – e péssimo conteúdo. Lá, canais que fazem 50 mil views por dia já conseguem lucrar o bastante para viver da plataforma. Aqui, youtubers que geram essa mesma quantidade de visualizações não pagam nem as contas de luz e internet.

Entretanto, esses não são os únicos problemas da plataforma. Estou falando do excesso de bugs que atrapalha todos os youtubers, mas prejudicam predominantemente os pequenos. Vou dar um exemplo: Eu tenho um canal no YouTube com pouco mais de mil inscritos. Publiquei um vídeo recentemente e algumas horas depois ele tinha cerca de 280 visualizações e 60 “gosteis”. Passado mais um tempo, o mesmo tinha 45 acessos e quase 70 likes. Sim, a plataforma da Google só sabe atrapalhar o nosso crescimento. O site está, literalmente, roubando visualizações de vários criadores de conteúdo. Este meu vídeo, de acordo com a ferramenta “Tempo Real” do próprio YouTube, possui mais de 500 views, enquanto no canal diz ter 80. Isso também ocorreu no canal do Universo YouTuber, em que perdemos cerca de 100 acessos. Esse tipo de situação prejudica muito os pequenos criadores, pois ficamos muito desanimados para continuar a produzir.

Artigo continua após publicidade.

Outro caso de desacato do YouTube foi com o Rewind Brasil produzido pelo Ricardo Santiago (Rik). O Rik produziu um vídeo de Rewind no fim do ano de 2015, contando apenas com criadores brasileiros. A plataforma no mesmo ano criou uma playlist com todas as retrospectivas produzidas pelos youtubers brasileiros, mas o vídeo de Ricardo não foi colocado na lista. É triste ver algo tão trabalhoso ser ignorado pela Google.

Até quando o YouTube Brasil vai ignorar e prejudicar os pequenos youtubers? Até quando nós vamos batalhar para trazer um conteúdo decente e não receber nada em troca? Eu espero que este artigo ajude a mudarmos o cenário atual da plataforma.

Este é o vídeo em que minhas views foram “roubadas”. O YouTube até agora não atualizou a miniatura do mesmo.

 

O que você acha do nosso YouTube atualmente? Comente!

 

Talvez possa gostar

Luís Gongra

15 anos, youtuber, futuro cineasta, tenho um chapéu massa, meu gato cheira cocaína e é bolacha.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios