Connect with us

Automóveis

Maserati terá modelo elétrico a partir de 2020

Alguns modelos serão atualizados da atual gama com a opção de powertrain híbrido, mas a empresa terá um novo esportivo 100% elétrico

Enzo de Moura

Published

on

Alguns modelos serão atualizados da atual gama com a opção de powertrain híbrido, mas a empresa terá um novo esportivo 100% elétrico

Maserati – A tradicional marca de carros italiana, confirmou nesta quinta-feira (27/9) que fabricará diversos modelos híbridos e elétricos a partir do ano que vem.

Alguns modelos serão atualizados da atual gama com a opção de powertrain híbrido, mas a empresa terá um novo esportivo 100% elétrico, como a Porsche apresentou o seu modelo Taycan, e um novo utilitário esportivo de porte médio, abaixo do Levante, lançado no ano passado com motor a combustão.

Alguns modelos serão atualizados da atual gama com a opção de powertrain híbrido, mas a empresa terá um novo esportivo 100% elétrico

    Quais são os planos da Maserati?

    Em junho do ano passado, Sergio Marchionne, CEO da FCA (Fiat Chrysler Automobiles), detalhou o plano estratégico da empresa para os próximos cinco anos. Além disso, uma das principais diretrizes era exatamente da destinação de 9 bilhões de euros para o desenvolvimento de veículos híbridos e elétricos em todas as marcas do grupo, até o fim de 2021, e o fim dos motores a diesel nos automóveis que o conglomerado produz e vende.

    O novo esportivo da Maserati, antecipou a montadora, sairá da fábrica de Modena. A planta está recebendo investimentos e alterações para montar o powertrain elétrico. Os puristas, porém, podem ficar aliviados, pois, até antes da versão elétrica, o futuro modelos terá a opção com motor a combustão, que será lançada já no próximo ano.

    O utilitário esportivo estará à venda em 2021, com produção concentrada na fábrica de FCA em Cassino na região central da Itália. Atual base produtiva de outro SUV, o Alfa Romeo Stelvio.

    A unidade, assim como Modena, ganhará uma nova linha de montagem, no valor estimado de 800 milhões de euros e com a inauguração prevista para o final do primeiro trimestre de 2020. Os primeiros carros da pré-série deverão sair da linha até 2021.

    A unidade, assim como Modena, ganhará uma nova linha de montagem, no valor estimado de 800 milhões de euros e com a inauguração prevista para o final do primeiro trimestre de 2020. Os primeiros carros da pré-série deverão sair da linha até 2021.

    A Maserati revelou ainda que seu primeiro híbrido será o sedã Ghibli, no mercado já em 2020 e produzido em Turim. A marca também substituirá os atuais cupê GranTurismo e o GranCabrio conversível por uma nova geração igual com opções eletrificadas e fabricado em Turim, que também, recebe um investimento de 800 milhões de euros.

    No total, a FCA está investindo o valor estimado de 5 bilhões de euros em seus projetos de eletrificação apenas nas instalações italianas.

    Bilionário, Empreendedor, Fotógrafo, maluco por vídeos, apreciador da bela música, vai de jatinho particular na padaria e estou em todos os lugares

    Advertisement

    Artigos Recentes

    Facebook

    Advertisement

    Em Alta