Ligue-se a nós

Animes & Mangás

Kaguya-sama: Love is War | Um anime simplesmente fantástico!

A segunda temporada da série de comédia-romântica Kaguya-sama: Love is War estreou dia 11/04 . Para aproveitar decidimos fazer uma review para convence-ló a ver esta divertida comédia.

Publicado

no

A segunda temporada de Kaguya-sama: Love is War estreou agora dia 11/04. Se você ainda não assistiu esta divertida história não perca tempo.

***Atenção, o seguinte post poderá conter spoilers de Kaguya-sama: Love is War. É pode ser longo também.***

Sinopse de Kaguya-sama: Love is War:

A historia ocorre na Academia Shuchiin que tem uma história educacional rica de séculos. Durante muitos anos, a instituição criou os próximos grandes líderes do Japão. Atualmente, no topo deste alunos de elite estão o presidente do conselho estudantil Miyuki Shirogane e a vice-presidente Kaguya Shinomiya.

Esses dois são o epítome da graça, classe e excelência. Quando juntos, nada pode brilhar mais do que Miyuki e Kaguya. Seu esplendor é tão avassalador, a maioria acredita – e muitos já assumem – que eles formam o casal perfeito. O que todo mundo deixa de saber é que tanto Miyuki quanto Kaguya estão realmente interessados ​​um no outro, mas seus orgulhos não lhes permitirá expressar seus sentimentos primeiro.

Portanto, esses dois geralmente se encontram em uma intensa batalha de lógica e inteligência para fazer o outro dizer: “Eu te amo”. No entanto, Miyuki é o objeto imóvel da força imparável de Kaguya. Como resultado, a natureza assustadora de sua guerra ameaça engolir todos os tolos o suficiente para atrapalhar.

Confira também: Final Fantasy VII Remake | Tudo o que precisa saber!

Como funciona a história?

Antes de mais nada, Kaguya-sama: Love is War é uma comédia romântica criada por Aka Akasaka e publicada atualmente na Young Jump, uma revista “irmã” da Shonen Jump destinada ao público adulto.

A relação de Kaguya e Miyuki poderia ser uma bela história de amor, como em outros animes, mas não aqui: os dois personagens foram criados sob o pensamento de que, em um relacionamento, existe o dominador e o dominado, e por serem orgulhosos nenhum dos dois quer ser a pessoa submetida às vontades do outro. Dessa forma, tanto Kaguya quanto Miyuki têm a mesma ideia: “para sair por cima, irei fazer o outro se declarar.”

Como é padrão em séries de humor, Kaguya-sama contém várias histórias bem curtinhas a cada episódio, sempre com um novo plano mirabolante em que um dos protagonistas tenta arrancar uma confissão amorosa do outro.

O lado “guerra” desse romance fica na cara, logo de início. Logo no começo do anime, Kaguya cria um plano para ser convidada para sair por Miyuki. A vice-presidente do conselho de classe utilizou a fraqueza da posição de seu colega para criar uma armadilha na qual o convite para o encontro fosse inevitável.

Kaguya e Miyuki transformam qualquer besteira em uma guerra, como quando precisaram decidir se a viagem da escola seria para uma região montanhosa ou praiana. Ceder é perder, então o debate de ideias ganha força por que um dos dois sempre quer fazer o outro perder.

O segredo do humor de Kaguya-sama: Love is War está em como o autor pegou o jogo da sedução e colocou regras para transformá-lo em uma guerra por conquista de território. Os dois apaixonados não estão dispostos a ceder aos desejos dos próprios corações. Qualquer pequeno passo na busca pela sedução do adversário é uma grande vitória no final do dia (literalmente, pois cada episódio termina com o narrador fazendo um anunciado do vencedor daquela batalha).

Veja também as últimas notícias:

Pontos positivos e negativos:

Positivos:

Kaguya-sama é muito divertido. Esta foi facilmente uma das melhores séries de comédia romântica que já vi. Sem dúvida, esse programa teve um incrível senso de humor.

O ritmo e o timing são muito agradáveis, as piadas e a maneira como a comédia trabalha o humor do espectador te prendem, assim que você der a primeira risada. Primeiro vem, houve uma frase falsa, mas divertida. Então uma resposta inteligente. E então houve uma reação hilariante exagerada. Antes que eu percebesse, Kaguya-sama já tinha me viciado completamente.

Primeiro, Miyuki e Kaguya são altamente inteligentes. Mais importante, porém, um é mais inteligente que o outro. Eles são iguais em termos de inteligência. Ainda assim, isso não significa que eles não tenham suas vantagens exclusivas. Miyuki era muito melhor em improvisar, pois Kaguya era quase sobre-humana com seu nível de preparação(tipo um Batman do romance).

Como resultado de seu brilhantismo de primeira linha, nem Miyuki nem Kaguya foram capazes de vencer uma de suas batalhas psicológicas apenas por pura lógica. Esse show foi muito bom em manter tudo justo para garantir que nenhum deles tivesse uma contagem de vitórias a mais que o outro. Portanto, esses dois sempre usam suas capacidades de raciocínio completamente, e isso sempre resulta em algo muito engraçado, muito rápido.

Mesmo se ignorarmos tudo isso, ainda teremos uma das jóias mais brilhantes deste programa. Miyuki e Kaguya estão sempre surtando internamente, porque estão cada vez se apaixonando mais. À medida que tudo progredia, ficou cada vez mais claro o quanto os dois gostavam um do outro. Portanto, o absurdo que era sua rivalidade apenas cresceu. Felizmente, esse foi o tipo de absurdo que apenas aumentou o charme geral de Kaguya-sama: Love is War.

Seja como for, não posso deixar de mencionar Chika Fujiwara, porque ela – desempenha – o maior elemento que essa série poderia ter adicionado. Com uma única palavra irracional, Chika pode desfazer todos os esquemas, manobras e expectativas que Miyuki ou Kaguya tinham a seu favor. Em suma, você nunca consegue adivinhar o que Chika fará, e isso é fenomenal.

Negativos:

Para ser sincero, vou começar com algo que não me incomodou, mas sim uma parte do publico. A ferramenta de contar histórias que raramente e feita bem, a narração. Simplesmente muitos espectadores não gostam de uma narrador constantemente presente, ou melhor não querem narrador nenhum na trama. Porém o narrador desta série não serviu nenhuma função importante além de transformar cenas e cenários, e algo mais estranhos do que precisava ser. Nada assustador, lembre-se, mas quando um programa geralmente mostra seu humor, um narrador ser introduzido faz a piada cair de cara no chão, mas como dito isso raramente acontece em Kaguya-sama.

Agora, por uma questão de justiça, ter um narrador tirou a diversão de Kaguya-sama? Não, nem um pouco. Isso foi principalmente algo que me incomodou alguns. Além disso, mencionarei como o único real ponto ruim, na minha opinião, o episódio final de Kaguya-sama.

Pois pra mim foi o episodio mais fraco por uma margem significativa. Revendo todos os elogios que mencionei sobre a série, esse final foi bastante sem graça. Mas talvez, depois de toda a diversão é atenção que a comédia me proporcionou tenha ficado difícil não ficar um pouco insatisfeito quando o final chegou com uma pegada mais emocional, mas mesmo assim sem nenhum real progresso.

Por fim uma prévia do pode rolar na 2° temporada de Kaguya-sama: Love is War:

De acordo com o material fonte, esta temporada girará principalmente em torno das próximas eleições estudantis. O domínio de Miyuki como poderoso presidente da escola será desafiado. enquanto uma guerra psicológica garantirá entre ele e Kaguya. No segundo episódio, também veremos mais de Miko, uma estudante iniciante que dará uma dura competição a Miyuki nas próximas eleições. E, assim como o primeiro episódio usou flashbacks para aumentar ainda mais todo o drama entre Kaguya e Miyuki, o segundo episódio também retornará a várias cenas da primeira temporada para destacar a hilária “guerra de amor” entre os dois personagens.

Anúncio
💬 Comentários | Clique aqui para ver e comentar

Em Alta