Bactéria vaza de laboratório na China infectando mais de 3 mil pessoas

Autoridades chinesas informaram que mais de 3 mil pessoas no noroeste da China adoeceram depois que uma bactéria "escapou" de um laboratório.
Autoridades chinesas informaram que mais de 3 mil pessoas no noroeste da China adoeceram depois que uma bactéria "escapou" de um laboratório.

Mais de 3 mil pessoas contraíram brucelose depois que uma bactéria escapou de um laboratório farmacêutico em Lanzhou, na China. Ademias de acordo com a agência de notícias France Presse, o acidente aconteceu em 2019, mas só foi divulgado pelas autoridades nesta terça-feira (8).

Assim sendo, o acidente ocorreu por uso de produto vencido pela Unidade Biofarmacêutica de Lanzhou durante a fabricação de vacina para brucelose para animais; bactéria pode desencadear febre, fadiga e dores no corpo em humanos

As bactérias resistiram ao produto e contaminaram gases que são emitidos pelo laboratório. Os vapores se espalharam por instalações vizinhas, como o Instituto de Pesquisa Veterinária, onde quase 200 pessoas foram infectadas em dezembro do ano passado. No dia 8 de setembro, autoridades revelaram que um total de 3.245 pessoas testadas receberam diagnóstico positivo para brucelose.

Também conhecida como “febre de Malta”, a doença pode ser transmitida a humanos pelo contato direto e indireto com animais infectados, incluindo gados, porcos, ovelhas, entre outros. Outro meio de contaminação corresponde à ingestão de produtos de origem animal contaminados, principalmente leite não pasteurizado e derivados, como queijo, manteiga e sorvetes.

O governo da China disse não ter identificado transmissões de pessoas á pessoas, informou a France Presse. Os pacientes infectados devem receber indenizações a partir de outubro. O laboratório pediu desculpas no início deste ano, é claro, teve sua licença revogada.

Tratamento e Prevenção

De acordo com o Ministério da Saúde brasileiro, a brucelose é uma doença ainda pouco conhecida, de difícil diagnóstico e subnotificada.

Ela atinge principalmente trabalhadores que manejam animais e da cadeia de produção de laticínios, carnes e derivados. O tratamento da infecção ocorre com o uso de antibióticos, se não tratada adequadamente a doença pode desenvolver quadros crônicos, alerta a pasta.

Confira também: Música: Reflexo e Impacto nas Nossas Vidas!

Ainda não há uma vacina efetiva para humanos contra a brucelose. Os principais métodos de prevenção é manter uma boa higiene e desinfecção dos locais de produção animal e de produtos derivados, assim como utilizar corretamente equipamentos de proteção durante as atividades laborais.

O órgão recomenda ainda a preferência pelo consumo de produtos lácteos preparados com leite fervido ou pasteurizado e carnes bem cozidas.

Fonte: olhardigital

Enfim, gosta do Portal Viciados? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir